O impacto dos instrumentos endodônticos Prodesign M no ensino de graduação

por | maio 11, 2021 | Artigos Científicos | 0 Comentários

Resumo

INTRODUÇÃO:

O planejamento educacional da disciplina de Endodontia na graduação deve incorporar novas técnicas para a melhoria do processo formativo. Assim, os instrumentos manuais de níquel titânio ProDesign M (PDM) trouxeram uma proposta inovadora de preparo do canal radicular. Este estudo teve por objetivo avaliar o impacto da introdução dos mesmos no ensino da graduação, por meio da percepção e satisfação de docentes e discentes. MÉTODOS: 54 docentes e 285 discentes de Faculdades de Odontologia do Brasil responderam a um questionário virtual de múltipla escolha, com perguntas comparativas entre a técnica de preparo manual utilizada anterior à PDM (técnica associando brocas de preparo cervical e instrumentos de aço inox e/ou técnica associando brocas de preparo cervical e instrumentos de NiTi convencionais) e a técnica com a PDM. RESULTADOS: Os docentes tiveram maior facilidade de ensinar a técnica da PDM (92,6%), com superior aprendizado dos alunos (94,4%), obtenção de melhor qualidade de tratamento endodôntico (90,7%), com facilitação da técnica (90,7%), menor tempo de trabalho (96,3%), menor fadiga (96,3%) e que despertou maior interesse dos alunos (94,4%). Os discentes relataram que a técnica da PDM permitiu maior facilidade (89,8%) e segurança (93%) para execução, obtenção de melhor qualidade de tratamento endodôntico (90,9%), com menor tempo de trabalho (96,5%), menor fadiga (95,8%), sendo a técnica de escolha dos discentes para tratamentos endodônticos futuros (96,5%). CONCLUSÕES: A introdução dos instrumentos PDM no ensino da graduação foi positiva, com a satisfação de docentes e discentes, e otimização do processo de ensino aprendizagem.

Open chat
Precisa de ajuda?